domingo, 25 de março de 2012

Filme: Mauá,o imperador e o rei.

O fime Mauá, o imperador e o rei;começa mostrando Irineu Evangelista de Souza ainda criança. Nascido em 28 de dezembro de 1813,na cidade conhecida como Arroio Grande,localizado no Rio Grande do Sul.

Começando no ano de 1819,aos 6 anos,Irineu viu seu pai chegar na estância em que morava, porem, o pai, João Evangelista de Ávila e Souza,voltou sem vida,foi assassinado por ladrões de gados.

Passaram alguns anos,é o menino foi alfabetizado pela própria mãe – Maria de Jesus Batista de Carvalho – a quem passou a ensiná-lo português e matemática. Mais tarde,sua mãe casa novamente,e então, o recente marido não aceitava conviver com os filhos do casamento anterior. Obrigando a mãe entregar o filho ao tio,para que o levasse no Rio de Janeiro em busca de uma vida melhor.


Chegando no Rio,com pensamentos de vencer os obstáculos e ajudar o Brasil a crescer. Conheceu o comerciante Antônio Pereira Almeida e,passou a trabalhar com ele por um determinado periodo. Durante o regime de trabalho com o senhor Pereira,conhece o escravo Valentim,a quem deixou bem claro e jurou que nunca iria ter um escravo. E o seu sonho,era que o Brasil abdicasse a escravidão e parasse com essa berração,como se os negros fossem inferiores aos brancos.

Com a falência de Pereira Almeida conheceu o empresário conselheiro Richard Carruther,em 1829 e passou a trabalhar para ele. Richard foi um grande professor,conselheiro e chefe de Irineu,a qual pode ensiná-lo a dominar a lingua inglesa,para que o ajudasse a se comunicar com o mundo,e fazendo grandes negócios. Posteriormente, tornou-se gerente da Casa Comercial Carruther & Cia e,com o retorno de,Richard à Inglaterra tornou-se sócio do empresário escocês.

No filme também podemos observar uma cena que toca os sinos da igreja,trazendo a notícia do nascimento de Dom Pedro II,em 02 de dezembro de 1825. Aos 5 anos (1830), após a abdição de Dom Pedro I,assumiu o Império Brasileiro,perdendo boa parte de sua infância e adolescência.

Voltando ao assunto principal: o Irineu. Desde cedo,sempre mostrou interesse em economia e política,com sonhos em ver os escravos livres para que o comércio e a indústria brasileira pudessem progredir,e isso o motivou a mergulhar nos livros e adquirir conhecimentos,para que,torna-se um grande homem de negócios. 

Para ele,o importante não era o Brasil ter ou ganhar muito ouro,porque isso já deixou claro que não faz o país crescer. Para inicializar o crescimento,o importante era o Brasil ter ferro e carvão,para que pudesse gerar empregos e,consequentemente aumentando produtividade e nascendo novas indústrias e comércios livres,tais como também o surgimento de transportes para que o país pudesse se locomover. Enquanto o Brasil estivesse tratando os negros como escravos,seres humanos que não pensam,o país nunca sairia do lugar e tornar uma potência como a Inglaterra.

Em 184,Irineu faz a sua prinmeira viagem à Inglaterra,naquela época as viagens eram longas,já que o único transporte para viagem exterior,eram de navios. Lá pode conhecer a realidade capitalista e as grandes invenções que a Revolução Industrial pode causar no mundo.

No ano seguinte (1841),casou-se com sua sobrinha – Maria Joaquina de Souza Machado. Naquela época era comum,relacionamento com familiares. Teve ao todo 18 filhos,porém apenas 12 nasceram com vida,entre eles, 7 atingiram a maioridade e 5 sobreviveram à morte do pai,em 1889. O objetivo pelo qual muitos filhos vieram à falecer, é devido as doenças de proximidades de grau parentesco e os problemas genêticos entre os dois, já que ambos, eram em realidades tio e sobrinha.

Irineu foi um dos fundadores do Banco do Brasil (1851), logo mais tarde, o banco veio a falir depois da crise do Uruguai,e teve que buscar soluções aos ingleses, mas o que ele não sabia, é os que ingleses estavam traindo-o e só queriam aproveitar dos beneficios e os lucros.

Foi também o grande responsável pela primeira ferrovia do Brasil,inaugurada no dia 30 de abril de 1854,no qual esteve presente Dom Pedro II,pode vê-lo chegando na primeira locomotiva.

Chegou aos 30 anos,tornando-se o homem mais rico do país,tendo um patrimonio maior do que o Império, sendo intittulado como Barão e,posteriormente tornou-se o Visconde de Mauá.
Mas,ele não parou por ai. A medida que o Brasil ia crescendo,tanto o país como o Irineu foram ficando mais forte,e isso fez com que ganhesse inimigos,até mesmo por parte de Dom Pedro II. Quando chegou a ser eleito deputado (1857 ),a empresa de Pontas de Areia foi destruida   por um incêndio criminoso, causado por pessoas invejosas que, não aceitavam as obras que ele o fazia em prol ao crescimento do Brasil. 

Irineu Evangelista Souza foi um comerciante,armador, industrial e banqueir, e pode-se dizer que o primeiro comeciante brasileiro. Assistir a esse filme me fez sentir mais orgulho do Brasil,em saber que no passado tivemos grandes seres humanos com força de vontade,dedicação e foco em mudar a história do Brasil e fazer com que esse país andasse,graças esses brasileiros,como Mauá,hoje Brasil são um dos 10 melhores países no rancking de economia.

Excelente filme para ser visto,com produção e atores talentosos atuando maravilhosamente. 

Texto escrito por: Ana Paula Bastos
Disciplina: Formação da Sociedade Brasileira
Curso: Publicidade & Propaganda
Universidade de Mogi das Cruzes


Postar um comentário