terça-feira, 10 de abril de 2012

A repercussão do caso da Daniella Perez na mídia


A repercussão no veículo de massa,como a televisão,foi sem dúvida a que mais repercutiu no país e até mesmo exterior. A vítima foi uma atriz global,poderia ter sido uma história de novela entre os dois personagens,mas não foi. O que era ficcção se tornou um pesadelo e tristeza para dezenas de pessoas e fãs da atriz,por ser uma artista gerou muito mais repercussão. No dia 29 de dezembro de 1992,o Brasil acordou chocado com a barbaridade do assassinato.

Na época,os principais jornais de televisão como: Jornal Nacional,TJ Brasil,O Jornal Manchete e o Jornal Bandeirantes anunciaram à morte da atriz,não podemos deixar de esquecer que nesse mesmo dia,o atual presidente daquele ano - Fernando Collor - havia renunciado à presidencia,porém o caso foi omitido pelo caso da Daniella Perez que abalou muito mais a população. Para ser ter uma ideia,os telejornais da época mencionaram mais casos sobre a violência,do que assuntos do governo federal.

Tudo aquilo que se refere à violência,por mais que isso acontece no nosso dia-a-dia é chocante,as pessoas estão acostumadas com noticias sobre violência,mas não conseguem entender o motivo do assassinato,que inclusive,como no caso da Daniella não teve justificativa.

Outro fato importante é que o julgamento do casal Guilherme de Pádua e Paula Thomaz,foi transmitido ao vivo pela primeira vez na  televisão. O que comprova o poder desse veículo de comunicação,não só como transmitiu,como foi de grande importância para a mãe da Daniella,a escritora de novelas globais: Glória Perez. Uma mãe pode perder qualquer parente,mas perder um filho é inaceitável,principalmente quando é roubado a sua vida.
Glória iniciou uma campanha para que o crime Homicidio Qualificado ( praticado por fútil,torpe ou crueldade ),fosse incluido na Lei dos Crimes Hediondos,que não permite pagamentos de fianças e pudesse pagar o crime um tempo maior. E,graças a esse veículo de comunicação que foi de grande ajuda,conseguiu reunir mais de 1 milhão de assinaturas.

Pesquisa para o trabalho de Projeto e Produto Midiático
Universidade Mogi das Cruzes/SP
Ana Paula Bastos
Postar um comentário