segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Just follow your dream


Por que os país não apoiam os sonhos dos filhos? Está é uma pergunta que eu tento encontrar uma reposta há anos e cada dia me deixa mais frustada,decepcionada e triste. Eu, desde o começo da minha adolescência tenho um sonho de fazer um intercâmbio, no começo eu estava interessada em fazer um “high school”, mas tudo foi por água abaixo. Por ser menor de idade e desde pequena moro com a minha avó, ela nunca aceitou esse sonho. Bom, nesta idade eu até entendo a preocupação dela e a insegurança de ficar muito tempo afastada da neta, ou no caso dos pais, afastados dos filhos.



Alguns jovens escolhem entrar na faculdade e outros sonham em ter uma experiência fora do seu país de origem. Que é o meu caso, que busco essa experiência para aprimorar o meu conhecimento na língua inglesa, conhecer uma cultura diferente, trabalhar e se divertir. Sair desta zona de conforto e a mesma mesmice de sempre.


Não cabe aos pais querer escolher o que é melhor para os filhos, o poder de decisão é somente deles. Dizer NÃO aos seus sonhos, é impedi-los de voar e lutar pelos seus objetivos, fará com que eles cresçam frustados e quando chegar na velhice reclamará de tudo aquilo que não conseguiu realizar durante a sua juventude, ou seja, vai se tornar uma pessoa chata e insuportável. 



Acredito que a melhor forma de crescer na vida, seja como pessoa ou profissional é sair da casa dos pais, pois somente longe deles que os filhos começam a criar juízo e dá valor a cada conquista realizada, mesmo se encontrar obstáculos nesta jornada, não é um motivo para para desistir e sim tenta superar cada um desses obstáculos.



Por isso, pais apoiem e incentivam nos sonhos de seus filhos, garanto que esse suporte será fundamental na formação deles e tornarão cidadãos melhores do que hoje. A função dos pais é criar,alimentar, dar amor e educar até uma certa idade, depois da maioridade seu pequeno bebê já está pronto para voar. Abra a gaiola, e deixa seu passarinho voar e ser feliz do jeito dele. Nós não criamos um filho para gente, criamos para o mundo, sua missão termina quando o seu filho está pronto para voar sozinho.



A partir do momento que o filho chega a maioridade, eles começam a decidir o seu futuro, e isso não deve ser interferido pelos pais, é uma decisão somente deles.

Postar um comentário