quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Resenha #4: O diário de Carson Phillips


O diário de Carson Phillips/Struck by Lightning é escrito pelo autor norte-americano Chris Colfer,este é o meu quarto livro do ano de 2014 e o segundo deste mês de fevereiro que estou lendo, durante um tempo esteve na lista da minha estante, desde o lançamento do livro desejei-o; talvez seja pelo fato de eu ser fã da série Glee, embora eu não seja uma fã assídua do Chris, estava interessada em conhecer o outro lado dele, o lado escritor. O curioso é que o correto é lançar primeiro o livro, mas nesse caso foi ao contrário, Chris escreveu primeiro o roteiro para o filme, gravou e foi o protagonista da história, lançou-o e no mesmo ano, alguns meses depois, lançou a adaptação do livro, que ele fez questão de seguir fielmente ao filme.



Agora vamos para a história, Carson é um menino de 17 anos que está no último ano do ensino médio, estuda e mora na pequena cidade de Clover; porém algo me chamou muito a atenção, uma semelhança entre eu e ele. Nós dois odiamos morar na nossa cidade natal e desejamos profundamente terminar logo o estudo e nos mandamos de nossa cidade. Uma frase que gostei muito citado no livro é: A gente não pode escolher de onde nascemos, mas podemos escolher onde queremos morar e encontrar a nossa felicidade - não é necessariamente nessas palavras.

Carson é um menino apaixonado pelo poder das palavras, aprecia a arte de escrever e seu sonho é se tornar um jornalista e trabalhar nos jornais mais requisitados dos Estados Unidos, mas para isso ele sonha em estudar jornalismo na Universidade Northwestern, antes de ser admitido na universidade precisa passar na única  matéria que não lhe agrada muito - Algebra 2 ou realizar um projeto relacionado ao curso de seu interesse que possa contribuir na pontuação e vencer todos os obstáculos que encontrar em seu caminho.Enquanto isso, desde o segundo ano do ensino médio, Carson torna-se presidente do "Clube de Redação" e da revista semanal Clover High Chronicle, no qual ele passa a assinar quase todas as matérias, até ele ter uma brilhante ideia e conseguir colaboradores para entrar na equipe de redação, para este pequeno jornalista  vê esses dois projetos uma maneira de chamar a atenção do recrutamento da universidade e atingir a sua meta.

Quando o sonho fala mais alto, às vezes fazemos coisas que não queremos, um pouco de chantagem não faz mal a ninguém quando se é por uma boa causa. Antes lutar por um sonho, mesmo sem tê-lo realizado, do que morrer sem tentar.  Divertido, esperançoso, sonhador e chantagista, esse é Carson Phillips, um garoto que irá te prender nas palavras escritas em seu diário.

Apesar da pouca idade de Chris Colfer, não me surpreendeu a sua genialidade brilhante. Brevemente iremos ler muitos livros escrito por ele, tais como roteiros de filme e produção assinado pelo mesmo.

Concluindo com uma discussão entre Carson e sua parceria de crime, as palavras vem aos poucos, elas vem como um raio sem ao menos perceber, quando menos esperamos estão fluindo em nossa mente.


Postar um comentário